1/16/2009

Pedro Alecrim

O Autor António Mota e o livro "Pedro Alecrim"...

António Mota, nasceu em Vilarelho, Ovil, concelho de Baião, em 16 de Julho de 1957. Autor de uma já extensa e reconhecida obra dedicada aos leitores mais jovens, publicou "Pedro Alecrim", romance vencedor do Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças em 1990.
Sem cair numa escrita de pendor moralista, este livro conta, com simplicidade (a simplicidade de Pedro), uma história que nos faz reflectir sobre o tempo e sobre a necessidade de não desperdiçar aquilo que nos é dado, quando nos é dado (ao contrário do que faziam os meninos mimados na cantina da escola, diriam Pedro e o seu amigo Nicolau). António Mota consegue, sem perder coesão, contar a crianças e a adultos a história de um menino que viu a sua vida mudar depois da morte do pai e que soube lidar com novas e pesadas responsabilidades com uma naturalidade que talvez estivesse fora do alcance de um adulto.


Professor há vários anos, António Mota conhece bem a linguagem e o universo da literatura infantil e juvenil, sabendo, por isso, que é um erro subestimar a capacidade que as crianças têm de compreender as mensagens que os seus livros encerram. Este livro, embora especialmente destinado a um público mais jovem, pode e deve ser lido por todos, porque às vezes é muito fácil esquecermos aquilo que temos e aquilo que queremos.
Tendo sempre em conta o objectivo de promover a leitura, a BE/CRE desenvolve concursos sobre as obras lidas, nomeadamente, resumos das quais não podemos deixar de publicar a que segue:

Resumo do Livro “ Pedro Alecrim” do autor António Mota

Este livro fala de um rapaz chamado Pedro Alecrim, que andava no sexto ano, e morava numa aldeia chamada Pragal.
Ele tinha um amigo que fazia consigo a caminhada da escola para casa e de casa para escola, que se chamava Nicolau.
Pedro Alecrim era aluno não muito bom, mas também não era mau.
Quando acabou a escola o seu amigo o Nicolau foi para Vila Nova de Gaia trabalhar e eles só se falavam por cartas.
Pedro queria continuar a estudar, mas quando acabou o sexto ano teve que desistir da escola para ajudar a mãe, porque o pai do Pedro morreu e a mãe dele precisava da sua ajuda para conseguir arranjar tudo o que precisavam para viver.
Pedro também foi trabalhar: tornou-se aprendiz de ferreiro.


Por Lénia Anacleto Almeida




7 comentários:

Anónimo disse...

está muito bem escrito e com muita delecadez.!

Anónimo disse...

Este resumo está muito bem explicito!
Gosto muito.

Anónimo disse...

Este resumo está muito bem conseguido, vai dar perfeitamente para o meu trabalho da escola.

kátia disse...

este resumo esta muito bem explicado.
esta muito giro.
gostei muito

Anónimo disse...

Acho que está muito bem redigido. Vai ser ótimo para o meu trabalho da escola.
Adorei!!! XD :D

Lolita disse...

Acho que está muito bem redigido. Vai ser perfeito para o meu trabalho da escola.
Adorei!!! XD :D

Anónimo disse...

Está muito bem feito!! :) Um trabalho muito bem sucedido.